Partners
Museu Berardo
Bacalhôa Vinhos de Portugal
Fundação Berardo





Sem imagem devido a restrições de Copyright.
 Picasso, Pablo (1881 - 1973)
Espanha

Tête de Femme, c.1909

Óleo sobre papel sobre tela com suporte textil;
17 x 10.3 cm
Cubismo

UID 102-664



Biografia

Pintor, escultor, designer, decorador e escritor espanhol. Em 1891 Picasso foi para a Corunha, onde recebeu aulas de pintura do seu pai. Em 1895 estudou na Escola de Arte La Lonja, em Barcelona e no ano seguinte, fundou o seu estudio particular nessa mesma cidade. Fez parte do grupo intelectual que frequentava o café El Quatre Gats e em 1900 esteve pela primeira vez em Paris, onde pintou representações das imagens de espectáculos de variedades e da vida do circo. O tempo compreendido entre 1901 e 1904, denominado como o seu "período azul", caracteriza-se por uma pintura em tons de azul que retratava os exilados, os pedintes e as prostitutas. Foi também neste período que Picasso realizou as suas primeiras esculturas. Em 1904 mudou-se para Paris onde abriu um novo estúdio e onde conheceu Matisse, Derain e Gertrude Stein, a sua primeira coleccionadora. Passou a pintar mais em tons de rosa, dando início ao denominado "período rosa", em que são introduzidas figuras ligadas a um imaginário artístico popular, como os saltimbancos, os arlequins e os palhaços. No Salão de Outono de 1905 viu alguns dos trabalhos de Cézanne e de Rousseau, cuja influência foi determinante para a evolução da sua carreira artística. Em 1907 o seu estilo mudou por completo, particularmente através da sua obra Les Demoiselles d'Avignon, que estabeleceu as bases para o desenvolvimento de um novo estilo, o Cubismo. Em 1909, juntamente com Braque, desenvolveu o Cubismo Analítico e abriu um novo estúdio. Vendeu pinturas ao coleccinador russo Sergey Shchukin e a Gertrude Stein, e expôs em vários países, desde Moscovo a Nova Iorque, entre 1910 e 1912. Tal como Braque, com quem trabalhou intensivamente neste período, Picasso recusou-se a participar nos Salões de Outono e nos Salões dos Independentes. Em 1912 iniciou as suas pinturas tridimensionais, incorporando folhas de metal e arame como elementos construtivos, como nos seus primeiros "papiers collés", uma variação da técnica da colagem. Em 1913 participou em exposições colectivas em Viena, Praga, Nova Iorque e Moscovo. Nesse ano, teve ainda a sua primeira grande retrospectiva, com trabalhos de 1901 e 1912, na Galeria Thannhauser em Munique. Entre 1916 e 1924, realizou várias produções para os Ballets Russos de Diaghilev. Nos anos 20, passou por um período neo-clássico, e em 1930 criou um estúdio de escultura no castelo Boisgeloup. Em 1937 pintou uma das suas obras mais conhecidas, Guernica, para a Exposição Mundial de Paris, aplicando abstracção, deformação e mutilação anatómica em protesto contra o bombardeamento da cidade basca pela legião alemã Condor. Em 1940 mudou-se para Paris e em 1944 juntou-se ao Partido Comunista francês. Nos anos 50 explorou as obras dos velhos mestres e pintou variações das peças de Velásquez, Delacroix e Manet. No seu impressionante estilo tardio, desde 1960 até à sua morte, Picasso opôs-se ferozmente à crescente predominância do Abstraccionismo. Doou todas as suas obras ao Museu Picasso, que inaugurou em 1970 em Barcelona. Em 1985 foi criado o Musée Picasso, em Paris. Picasso é considerado como a figura dominante da arte do século XX, tendo tido um papel central no desenvolvimento da imagem do artista moderno. Acerca da obra de Picasso “Tête de Femme”, proveniente da colecção de Apollinaire, a conservadora do Museu Picasso Hélène Seckel escreveu em APOLLINAIRE, COLLECTIONNEUR DE PICASSO, in APOLLINAIRE, CRITIQUE D’ART (Paris-Musées / Gallimard, 1993): Cette collection offre un beau parcours de l’oeuvre du peintre (Picasso), d’avant même sa rencontre avec Apollinaire jusqu’a la mort de celui-ci. (…) Une “Tête de femme” au crayon de 1906 est annonciatrice dês études pour les Demoiselles d’Avignon de 1907, (…) “Tête de femme” à la gouache témoigne des débuts de la fragmentation de la forme propre au cubisme naissant qu’on nomme cézannien, comme témoigne du plein épanouissement du cubisme analytique le ”Portrait d’Apollinaire”, du début de 1913.



Exposiçõess

Colecção Berardo - Um Percurso pelo Século XX
Sintra Museu de Arte Moderna - Colecção Berardo (SMAM-CB), Portugal
04-12-2004 ~ 30-04-2005

Arte Vinho Paixão
Bacalhôa Vinhos de Portugal, Portugal
29-04-2004 ~ 28-07-2004

De Miró á Warhol. La Collection Berardo á Paris
Musée du Luxembourg, França
16-10-2008 ~ 22-02-2009

Arte na França 1860-1960: O Realismo
MASP - Museu de Arte de São Paulo, Brasil
15-05-2009 ~ 30-06-2009

Amadeo de Souza Cardoso Avant-Garde Dialogues
Fundação Calouste Gulbenkian /CAMJAP, Portugal
15-11-2006 ~ 15-01-2007

Links, Obras - Primas em Viseu
Museu Grão Vasco, Portugal
19-04-2010 ~ 25-04-2010

Arte na França 1860-1960: O Realismo, Porto Alegre
MARGS, MUSEU DE ARTE DO RIO GRANDE DO SUL ADO MALAGOLI, Brasil
13-07-2009 ~ 30-08-2009

Fragmentos Arte Contemporânea na Colecção Berardo
MACE, Museu de Arte Contemporânea de Elvas, Portugal
24-09-2010 ~ 23-01-2011

Tudo o que é Sólido
Museu Colecção Berardo, Portugal
07-06-2010 ~ 12-09-2010





Colecções em Destaque









© 2017 The Berardo Collection All Rights Reserved.